Deixe um comentário

Falafel assado / Baked falafel

* Scroll down for the English version!

Não me lembro da primeira vez na vida em que comi falafel, mas lembro de quando me apaixonei. Viajei por um tempo pela Europa. Trabalhei para juntar um dinheiro e torrei tudo em dois meses de mochilão. Que, aliás, recomendo demais!

Como vegetariana há mais de vinte anos, já me acostumei a procurar por algo para comer. Eu abri mão do simples prazer de escolher qualquer coisa no cardápio. O mais interessante é que nunca sofri com isso. Sempre comi (e muito bem, obrigada) em todo lugar que fui. De churrascarias a restaurantes naturais, sempre há uma opção bacana.

Mas por alguma obra estranha do destino, tive dificuldades em Barcelona, uma das minhas cidades favoritas no mundo. Por ser uma cidade costeira, o mais comum era encontrar pratos com frutos do mar. Então tive que me virar e o que me salvou foi a sempre presente barraquinha de falafel (além, é claro, das maravilhosas tortilhas). Um sanduíche super bem servido com salada e várias bolotinhas de grão-de-bico com um molho maravilhoso de tahine me davam energia pra continuar explorando aquelas ruas e becos deslumbrantes.

Um pequeno detalhe infeliz é que o falafel é tradicionalmente frito. Mas em respeito à saúde alheia e ao meu suposto regime, achei melhor fazer a versão assada. Não vou mentir, tudo que é frito é mais gostoso e esse caso não é a exceção. Mas a diferença também não é absurda, ainda mais considerando a combinação maravilhosa de temperos. Fica uma delícia, sério! Pode confiar!

Usei a receita do Generation Y Foodie e adicionei o molho de tahine. Olha que delícia!

Ingredientes:

  • 1 ½ xícara de grão-de-bico cozido ou deixado de molho durante a noite
  • 1 cebola picada em pedaços médios
  • 5 dentes de alho
  • ½ xícara de salsinha
  • Raspa e suco de 1 limão
  • 1 colher de chá de pimenta-do-reino
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 2 colheres de chá de cominho
  • 1 colher de chá de coentro em pó
  • 1 colher de chá de pó Royal
  • Óleo
  • Sal a gosto

- Servi em um pão árabe com alface e tomate e pepino picados.

Ingredientes para o molho:

  • 5 colheres de sopa de tahine
  • Suco de 1 limão
  • Azeite
  • Sal a gosto
  • Água (coloque até atingir a textura desejada)

Em relação ao grão-de-bico estar cozido ou não, li algumas receitas e a maioria pedia para deixá-lo de molho ao invés de cozinhar. Já testei os dois e gosto das duas formas. A versão crua é mais crocante e tem um leve sabor amendoado. A cozida é também é gostosa, mas corre o risco de não ficar tão crocante e/ou perder o formato redondo. Mas, claro, fica pronta mais rapidamente. Escolha a sua (a versão das fotos é a crua).

Aqueça o forno a 180°C. Junte os ingredientes em um processador e bata até atingir uma massa quase homogênea. Acrescente um pouco de água, caso seja necessário. Não use muita, ou ficará difícil formar as bolinhas.

Unte uma forma. Faça pequenas bolas de massa com as mãos. Retire o excesso de líquido. Espalhe-as na forma e leve ao forno por 30’-45’. A receita original pede 15’, mas o meu falafel continuava cru por dentro. Teste o seu forno. Cada bolinha deve estar dourada e crocante por fora.

Monte os sanduíches com pão árabe, rolinhos com pão folha ou coma só com a salada. Para fazer o molho é só misturar os ingredientes.

Fiz quase 30 bolinhas com essa receita. Como ficaram pequenas, o pessoal comeu umas 3 e repetiu o sanduíche. Então estimo que dê para servir 5 pessoas.

Divirtam-se!!

I can’t remember the first time I had a falafel, but I do remember when I fell in love with it. I travelled for some time around Europe. I worked for a few months in order to save money e spent it all in two months, while backpacking (which I strongly recommend!).
As a vegetarian for over 20 years, I’ve gotten used to looking for something to eat. I gave up the simple pleasure of choosing anything from the menu. The interesting part is that I never really suffered with that. I’ve always eaten well (or very well, thank you very much) anywhere I went. From barbecues to restaurants focused on healthy food, there was always a neat option for vegetarians.
But for some strange trick of fate, I had trouble in Barcelona, one of my favorite cities in the world. As it’s located in the coast, the usual meal had sea food in it. So I had to manage and what saved me was the always-present falafel stand (besides, of course, the wonderful tortillas). A huge sandwich served with salad and several little balls of chickpea and a wonderful tahihi dressing gave me enough energy to go on exploring those outstanding streets and alleys.
A sad little detail is that falafel is usually fried. In respect to people’s health and to my supposed diet, I thought it best to make the baked version. I’m not gonna lie to you, everything that is fried tastes better and this is not the exception. But the difference is not that conspicuous, specially taking into account the wonderful mix of spices required. It tastes great, really! Trust me!
I used the recipe from Generation Y Foodie and added the tahini sauce. See how wonderful it looks!
Ingredients:
  • 1 ½ cups of chickpeas cooked or soaked overnight
  • 1 onion chopped into medium pieces
  • 5 cloves of garlic
  • ½ a cup of parsley
  • Zest and juice of 1 lime
  • 1 teaspoon of pepper
  • 2 tablespoons of flour
  • 2 teaspoons of cumin
  • 1 teaspoon of coriander
  • 1 teaspoon of baking powder
  • Oil
  • Salt to taste
- I served it in pita bread with lettuce and chopped tomato and cucumber.
Ingredients for the sauce:
  • 5 tablespoons of tahini
  • Juice of 1 lime
  • Olive oil
  • Salt to taste
  • Water (add enough to make the desired texture)
About the chickpea being cooked or not, I’ve read some recipes and most of them ask for the soaked version instead of the cooked one. I’ve tried and like both recipes. The soaked one makes crunchier and nuttier falafel. The cooked one is also pretty good, but it might not get so crunchy or it might lose the round shape. But of course it’s faster. It’s your choice (the pictures shows the raw version).
Turn the oven on to 180°C. Blitz all the ingredients in a food processor until you get to an almost smooth paste. Add some water if necessary. Don’t add much or it will be hard to shape the little balls.
Grease a tray with some oil. Make little balls with the paste, removing the excess liquid. Spread them in the tray and put it in the oven for 30’-45’. The original recipe asks for 15’, but by then my falafel was still raw inside. Give it a try with your oven. Each little ball should be golden and crispy on the outside.
Make the sandwiches with pita bread or just eat them with salad. Make the sauce by mixing all the ingredients.
I made almost 30 balls with this recipe. Since they were small, each person ate 3 and had 2 sandwiches. So I suppose it serves 5 people.
Have fun!!
About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 641 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: